Festival e reformas no Museu Villa-Lobos

Por Vanessa Manhães

            De 13 a 26 de novembro, o Museu Villa-Lobos promove o 44° Festival Villa-Lobos. A homenagem acontece anualmente na semana em que o maestro faleceu. Depois de sua morte, em novembro de 1959, todo o seu acervo passou para a guarda do museu. Durante 25 anos foi dirigido por Arminda Villa-Lobos, sua esposa.

            Nem sempre o museu esteve na Rua Sorocaba, no bairro de Botafogo, antes se localizava no antigo Palácio da Cultura, no Centro do Rio. Somente em 1986 o museu passou a funcionar em Botafogo, após longos pedidos para a mudança de localização. No antigo prédio, o museu não possuía tanta visibilidade, já que ficava no 9° andar.

            O espaço conta com um acervo vasto e variado, entre: partituras, correspondências, recortes de jornais, programas de concertos, fotografias, livros, objetos pessoais e instrumentos musicais de Villa-Lobos. Podem ser marcadas com antecedência visitas orientadas.

            O público do museu é composto basicamente por estudantes e pesquisadores de história e musica. Apesar de restrito, o movimento tem crescido:

            – Na época do Festival Villa-Lobos, os moradores acabam se interessando mais pelo museu. Todo ano tem aumentado o movimento, mas poderia ser melhor – explica Cristina Mendes, museóloga.

            Atualmente, a sala de exposições está fechada, pois serve de depósito para o acervo da biblioteca que passa por reformas no mobiliário. A administração também prevê digitalizar todas as fotos, partituras e documentos do acervo para facilitar a pesquisa. Pretende-se restaurar o espaço físico do museu ainda em 2007.

            A instituição conta com o apoio da Associação Brasileira de Música (ABM) e a Associação de Amigos do Museu Villa-Lobos (AAMVL). Através dos recursos da ABM e da AAMVL, o museu promove concursos, concertos, saraus e o Festival Villa-Lobos, além de contar com ajuda para divulgação.

            O museu Villa-Lobos fica na Rua Sorocaba, 200, e funciona de segunda a sexta-feira de 10 às 17h 30min. A Administração funciona das 9 às 18 horas, onde os agendamentos para pesquisa podem ser feitos. A entrada para o 44° Festival Villa-Lobos custa R$ 5, associados, estudantes e idosos pagam meia entrada.

Link: http://www.museuvillalobos.org.br

One response to “Festival e reformas no Museu Villa-Lobos

  1. Nelly Lamarão Câmara

    Nós brasileiros deveríamos conhecer mais Villa-Lobos. O que fez e como contribuiu com a música brasileira no mundo. Por que não produzir um programa, um seriado ? Existem tantas novelas sem enredo. Por que não falar do que temos de bom ?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s